Portal ApoTech

Notícias Segurança

Polícia faz operação nacional contra pirataria de games

O material apreendido foi colocado à disposição da perícia técnica

Polícia faz operação nacional contra pirataria de games
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma ação nacional contra pirataria de games, batizada de “Operação Brick”, apreendeu máquinas, suspendeu sites e bloqueou perfis em plataformas de comércio eletrônico nesta Quarta (10).

A operação foi liderada pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) da Polícia Civil de São Paulo, e cumpriu mandados judiciais de busca e apreensão no bairro da Penha, na Zona Leste da cidade de São Paulo, e em Guarulhos, na região metropolitana da capital paulista. Os endereços foram identificados a partir de um trabalho de inteligência policial.

Pirataria no PS5? Hackers declaram avanço no destravamento
O material apreendido foi colocado à disposição da perícia técnica. Os envolvidos poderão ser punidos por violação de direitos autorais, um crime que prevê pena de reclusão de dois a quatro anos e multa. Além disso, os acusados também podem ser indiciados por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Operação Brick
A palavra “brick” em inglês significa tijolo. O termo é utilizado por jogadores de video game para designar equipamentos inutilizados. De acordo com a Polícia Civil de São Paulo, o nome da operação reflete um de seus principais objetivos, que é “tornar inservíveis os consoles adaptados para prática de pirataria, bem como indisponíveis os serviços criminosos que violam os direitos autorais.”

A ação contou com o apoio do Laboratório de Operações Cibernéticas vinculado à Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A operação nacional também envolve a participação de policiais civis do Mato Grosso do Sul.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é www.tecmundo.com.br
Comentários:

Veja também