Portal ApoTech

Notícias Tecnologia

Coinbase vai investir US$ 500 milhões em criptomoedas

A Coinbase Global parece estar levando a sério o seu propósito de se transformar na Apple das criptomoedas.

Coinbase vai investir US$ 500 milhões em criptomoedas
Shannon Stapleton/Reuters
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Coinbase Global parece estar levando a sério o seu propósito de se transformar na Apple das criptomoedas. Depois de estrear suas ações na bolsa americana Nasdaq em abril, a maior plataforma de ativos digitais dos EUA anunciou, na quinta-feira (19), que irá alocar US$ 500 milhões, algo como R$ 2,7 bilhões, do seu próprio balanço em cripto, além de destinar 10% dos seus lucros trimestrais futuros para investimentos nesse tipo de moeda.

A diretora financeira Alesia Haas escreveu, no blog da companhia, que a Coinbase pretende ser “a primeira empresa de capital aberto” a investir em Ethereum e outros ativos atrelados ao mundo das finanças descentralizadas (DeFi). Isso significa, além do tradicional bitcoin, ativos de prova de participação (PoS na sigla em inglês), tokens DeFi, entre outros.

A autorização para converter meio bilhão de dólares do Ativo Circulante da empresa em criptomoedas veio do seu comitê de administração, conforme divulgado pelo CEO Brian Armstrong no Twitter. Ele expressou seu desejo de "que essa porcentagem continue aumentando ao longo do tempo, à medida que a economia cripto amadurece”.

Preparada para eventos adversos

Conhecida por ajudar a montadora Tesla e a fornecedora de business intelligence MicroStrategy a realizar mega-aquisições de criptomoedas, a Coinbase viu suas ações subirem 3% já na abertura do pregão de sexta-feira (20). O preço do bitcoin também bateu a marca de US$ 50 mil (R$ 270 mil) ontem (22), após passar a quarta e a quinta-feira abaixo dos US$ 45 mil.

Haas garantiu que os investimentos em criptomoedas serão assegurados pelos saldos criptográficos de custódia da Coinbase, e implantados “ao longo de uma janela de vários anos”. O Wall Street Journal já havia anunciado na semana passado que a corretora de criptomoedas de São Francisco havia estocado US$ 4 bilhões (R$ 21,6 bilhões) em dinheiro vivo para enfrentar eventos adversos.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é www.tecmundo.com.br
Comentários:

Veja também

Envie sua mensagem para nossa Central de Atendimento.